Você está visualizando atualmente BOLA CHEIA E BOLA MURCHA

BOLA CHEIA E BOLA MURCHA

BOLA CHEIA
Quem sabe sabe: o maior surfista da história, Kelly Slater, dono de 11 títulos mundiais mostrou, mais uma vez, que é “o cara” no esporte das ondas. Ao completar 50 anos de idade, subiu no lugar mais alto do pódio na etapa de Pipeline do Mundial de surfe. Fera demais.
Não adianta secar: enquanto os rivais cantam musiquinha, o Palmeiras vem enchendo cada vez mais sua prateleira de títulos. O ápice para o clube pode acontecer hoje à tarde, na final do Mundial contra o Chelsea. Secadores vão secar o Verdão antes e as lágrimas depois?

Fim da malandragem: a Confederação Europeia de Futebol, a UEFA, em curso com representantes de arbitragem de vários países orientou os árbitros a serem mais rigorosos em relação à simulações de faltas e pressão para cartões. Com essas ações e o uso do VAR, a famosa malandragem no futebol está com os dias contados. Melhor para o esporte.

BOLA MURCHA


Olha a Rússia de novo: nas Olimpíadas de Tóquio ano passado tivemos um escândalo de doping russo que, inclusive, baniu o país da competição. Atletas sem condenação disputaram utilizando uma bandeira neutra. Agora, outro escândalo marcou o país nas Olimpíadas de Inverno, em Pequim. A maior patinadora de gelo da história mundial, Kamila Valieva, venceu em equipe mas ainda não receberam a medalha de ouro. Valieva foi pega no exame em Dezembro e deveria estar suspensa. O caso vem sendo tratado com cuidado pois a atleta é menor de idade.

FIFA pífia: as ações políticas da Federação Internacional de Futebol, a FIFA, sempre abrem discussões polêmicas e escândalos hora ou outra. Mas a entidade também preserva certos posicionamentos questionáveis, como o último em barrar o uniforme número 2 do Palmeiras no Mundial de Clubes. Na camisa está estampada a frase “Por um mundo mais verde”, destacando a importância da preservação da natureza. A Fifa não autoriza frases em uniformes nas suas competições oficiais.

CBAt no paredão: os critérios adotados pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) na convocação dos atletas para o Sul-americano Indoor na Bolívia foi muito criticado. Utilizando o ranking, atletas como o atual BBB Paulo André, que está sem clube e confinado no programa foram convocados. Após a polêmica, a entidade reconheceu o erro e publicou nova lista.

Subscribe
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários