Você está visualizando atualmente MAMÃES DO ESPORTE

MAMÃES DO ESPORTE

Costumo sempre dizer que: “No jogo da vida, a mãe é camisa 10 e a faixa de capitão”. E em homenagem ao Dia das Mães, que, aliás, não tem dia fixo, são todos os dias, gostaria de brincar com a imaginação. Aliás, o que será que pensa as mamães do esporte? Vamos lá:

Mãe de jogador(a) de basquete:

“Porque você cresceu tanto, meu bebê?”

Mãe de jogador(a) de futebol:

“Chuta, mas não machuca.”

Mãe de jogador(a) de vôlei:

“Ainda bem que essa bola é leve.”

Mãe de piloto:

“Tem como usar dois capacetes?”

Mãe de pugilista ou lutador(a):

“Não seria melhor uma luta por vídeo game?”

Mãe de ciclista:

“Cuidado com os carros, os caminhões e com os

cachorros.”

Mãe de ginasta:

“A cada mortal sofro um mini infarto.”

Mãe de nadador(a):

“Cuidado com o vento ao sair da piscina.”

Mãe de repórter esportivo:

“Não gagueja, não gagueja.”

Mãe de técnico(a):

“Oh Deus, ajuda esse time a ganhar.”

Mãe de árbitro(a):

“Sou a mais insultada e agoniada.”

Mãe de torcedor(a):

“Ganha time, pra meu filho(a) não ficar triste e

bravo(a).”

Um forte abraço a todas as mamães leitoras, em especial à minha mãe, Dona Mariana, torcedora número 1 em tudo o que eu faço dentro do esporte. E à mamãe do meu filho, Talita, incentivadora e zeladora por todas as modalidades que ele pratica. Mãe é o retrato da torcida incondicional pelo filho(a), onde a medalha de ouro para elas é a alegria e, principalmente, a segurança dos seus eternos bebês.

Fabiano Cardoso Pradela

Colunista esportivo

“Deus não pode estar em todos os lugares e por isso fez as mães.”

Ditado judaico

Subscribe
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários