Você está visualizando atualmente Pais de atletas, o bom e o mau

Pais de atletas, o bom e o mau

A participação de pais de atletas crianças e adolescentes sempre é muito importante, embora atualmente esteja cada vez mais intenso o volume de participação e influência que os responsáveis carregam em cima da participação dos filhos em qualquer modalidade esportiva. O equilíbrio na atuação dos pais perante as situações que o esporte exige é fundamental para não despertar traumas e situações desconfortáveis que podem culminar em um clima ruim e influenciar negativamente no desenvolvimento do atleta e até da equipe.

Para os papais e mamães de atleta que estão sempre acompanhando o esporte dos filhos, vamos listar abaixo regras básicas de conduta que fazem a diferença no desenvolvimento do atleta, embora essa diferença possa ser positiva ou negativa, basta cada responsável se atentar e seguir nossas dicas abaixo, para o bem do filho, para o bem do esporte:

Observação: abaixo, onde se escreve “pai”, pode ser também “mãe”, “avô”, “tio”, etc.

  • O bom pai de atleta apoia o técnico/ o mau pai discute com o técnico e fala mal dele para o filho.
  • O bom pai deixa seu filho tomar decisões nos jogos/ o mau pai fica gritando instruções.
  • O bom pai incentiva seu filho/ o mau pai critica sempre.
  • O bom pai deixa o atleta se divertir/ o mau pai pressiona e cobra o tempo todo.
  • O bom pai elogia seu filho e parabeniza a todos/ o mau pai compara seu filho com os outros e critica os demais atletas do time.
  • O bom pai é um modelo a se seguir/ o mau pai demonstra comportamento negativo.
  • O bom pai respeita os árbitros/ o mau pai discorda e reclama acintosamente dos árbitros.
  • O bom pai aceita críticas e situações adversas/ o mau pai não aceita ser contrariado.
  • O bom pai apoia as decisões do técnico/ o mau pai discorda das decisões, principalmente se afetar seu filho.
  • O bom pai quer que o seu filho aprenda as lições que o esporte oferece/ o mau pai quer que o filho sempre ganhe, a qualquer custo.
  • O bom pai apresenta críticas construtivas de forma racional e discreta/ o mau pai grita para todos ouvirem o problema apontado.
  • O bom pai torce pelo time, acima de tudo/ o mau pai torce pelo filho acima de tudo.

Muitas situações da vida dos nossos filhos são tratadas com a emoção que a paternidade/maternidade nos traz, mas é sempre importante que os pais analisem seu comportamento para deixar com que a experiência fabulosa que o esporte trás para crianças e adolescentes seja acompanhada por eles de forma segura e inteligente. Na dúvida de como ser, basta seguir nossas regras acima que tudo correrá bem.

Subscribe
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários